fbpx
O que faz um desenvolvedor front end?

O que faz um desenvolvedor front end?

Mais do que nunca, muito se fala sobre a tendência de trabalho remoto para desenvolvedores. Segundo uma pesquisa recente da plataforma de recrutamento Trampos.co, a área de tecnologia está entre as que mais demandou profissionais remotos (desenvolvedores front end e desenvolvedores backend) entre maio e junho deste ano, com um aumento de 143% na procura por estes profissionais.

Mas qual a diferença entre um desenvolvedor backend e front end?

Para começar, vamos deixar a situação clara. O desenvolvimento web é dividido em duas partes principais: o backend e o front end. O front end é responsável por se preocupar mais com a experiência (UX) e interface exibida para o usuário (UI)  trabalhando principalmente com HTML, CSS e JavaScript. Já, o backend trata de tudo que está por trás das regras de negócio e construção das informações a partir dos dados. São esses programadores que fazem a magia acontecer “nos bastidores”, desenvolvendo códigos, por meio de linguagens como Python, Java, PHP e SQL.

Ambas as frentes têm papel fundamental em qualquer projeto. Mas hoje, neste artigo, vamos falar um pouco mais sobre o segundo caso, o desenvolvedor front end!

Ao longo deste conteúdo, vou contar um pouco mais sobre como se tornar um desenvolvedor front end, quais as suas funções, como eu me interessei por essa área do desenvolvimento web e algumas boas práticas que considero interessantes para profissionais da área.

Por que front end?

Meu interesse na área

Antes de mais de nada, quero falar sobre o principal motivo que escolhi para me tornar um desenvolvedor front end. Quando eu navegava pela internet e acessava algum site que eu achava o layout atrativo, sempre me perguntava como ele tinha sido feito ou como cada elemento tinha sido pensado. Essas questões começaram a me intrigar e despertaram em mim uma curiosidade, que me levou a pesquisar mais sobre o assunto. Em meio às pesquisas, acabei descobrindo e chegando ao front end.

O que um desenvolvedor front end faz?

No início do texto, nós explicamos brevemente o que um desenvolvedor front end faz, mas não custa nada eu explicar novamente: o desenvolvedor front end é o responsável por implementar o layout estático (produzido por um designer) e, por meio de linguagens de codificação, transformar o que era apenas uma imagem, em algo intuitivo e funcional.

A função desse profissional é muito importante no desenvolvimento web, visto que o seu trabalho está diretamente ligado à experiência do usuário. Para isso, um desenvolvedor front end vai desenvolver em HTML, CSS e JavaScript, além de utilizar bibliotecas como bootstrap, material design, etc. e a própria Lógica de Programação.

Como me tornei um desenvolvedor front end?

Para você que está pensando começar na área, o ideal é que você comece a deixar de lado alguns conceitos estabelecidos pela nomenclatura e descrição de atividades de cada profissional. Uma das principais questões que escuto é que um desenvolvedor front end não precisa entender de design e que um designer não precisa entender de lógica de programação, o que é um conceito errado. Para uma experiência do usuário perfeita, o ideal é que as duas áreas citadas trabalhem em conjunto e procurem desenvolver e aprimorar suas habilidades, resultando em um trabalho excepcional.

Mas fique tranquilo! É natural que, no início, um desenvolvedor não entenda e não tenha um total domínio sobre conceitos e habilidades do design. Mas também é interessante que ele saiba, pelo menos o básico, sobre legibilidade e usabilidade de sites. Um profissional, que está disposto a aumentar seu campo de conhecimento e atuação, tem mais chances de conseguir melhores oportunidades no mercado de trabalho. #ficadica

Boas práticas para um desenvolvedor front end

Um desenvolvedor front end deve ser curioso e estar sempre em busca de novos aprendizados. Como o trabalho abrange várias tecnologias e ferramentas diferentes, ele deverá ficar antenado a respeito das novidades da área, buscando sempre a melhor e mais viável solução para o problema a ser resolvido.

Ao programar a interface que será exibida ao usuário, o ideal é que utilize textos bem dispostos na tela, faça o uso de elementos (por exemplo: botões, formulários, tabelas) e cores que auxiliam na navegação mais intuitiva. Essas práticas, se usadas com sucesso, podem fazer com que o tempo de visita do usuário aumente. E todo mundo quer que o usuário fique satisfeito com a interface, né?  De acordo com uma pesquisa realizada com 1.500 internautas, intitulada “Why Web Performance Matters”, 88% dos entrevistados alegaram ter menos chance de retornar a um site depois de uma experiência negativa.

É verdade que a área apresenta vários desafios. Mas, a partir do momento que você começa a ter uma rotina, ver os seus resultados e usuários elogiando o seu projeto, é aí que você enxerga o seu propósito na profissão!

E aí, será que eu te convenci a escolher a área de front end? 🙂

Se você gostou do conteúdo e se interessou pela área, convido você a fazer parte do time Kenzie Academy Brasil. Estamos com as últimas vagas abertas para a nossa próxima turma. Eu se fosse você, não perderia essa oportunidade de se formar como desenvolvedor full stack e estar pronto para atuar no mercado de trabalho. Vem ser #kenziefamily

1+
Mostrar 2 Comentários
  1. Excelente colocação sobre as áreas conhecerem e aprenderem umas com as outras, essa visão torna os dois profissionais melhores e o resultado final pro usuário ainda mais encantador. Muito obrigado por compartilhar seu conhecimento!

    0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *