fbpx
Você sabe o que faz um desenvolvedor full stack?

Você sabe o que faz um desenvolvedor full stack?

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), há uma expectativa de criação de 420 mil novos empregos no segmento de tecnologia no Brasil até 2024. Destas vagas, estima-se que 150 mil não devem ser preenchidas por falta de profissionais qualificados. Uma das profissões em destaque é a de Desenvolvedor Full Stack. Você sabe o que um desenvolvedor faz? Quais são as qualificações necessárias para conseguir espaço no mercado de trabalho? No blog de hoje vamos explicar o que é um desenvolvedor full stack. Confira:

O que é um desenvolvedor full stack?

Um Desenvolvedor Full Stack é aquele que tem competências técnicas para entender e criar soluções tanto em front-end como em back-end. Ou seja, é capaz de entregar um projeto completo fim a fim, desenvolvendo e ajustando novas interfaces, pensando na experiência do usuário, até alterar o funcionamento do sistema. De acordo com Davis Peixoto, Instrutor na Kenzie Academy Brasil, estes são profissionais muito valorizados no mercado de trabalho por conta da sua versatilidade. “Estes desenvolvedores são muito procurados justamente porque conseguem atuar em todas as etapas e componentes de um projeto, do início ao fim”. 

Como se tornar um desenvolvedor full stack?

Gostar de desafios e estar pronto para encará-los é um dos primeiros passos para quem deseja se tornar um desenvolvedor full stack, pois o profissional desta área precisa saber que lidar com o desconhecido, que fará parte da sua rotina. Também é preciso ter conhecimentos em linguagens como HTML, CSS e Javascript, que pavimentam as tecnologias de front-end, além de linguagens de back-end e banco de dados, como Python. Por isso, é fundamental estar em constante atualização, estudando muito e sempre. 

Além de saber a parte técnica da profissão, é importante desenvolver os soft skills, ou seja, aprender a trabalhar em equipe, se comunicar de forma eficaz no trabalho, ser proativo e ter pensamento crítico. Estando no mercado de trabalho, se atualizar é imprescindível. Para isso, busque cursos, conferências e faça networking com colegas da profissão. Para Daiane Freitas Vieira, coordenadora de Recursos Humanos (RH) na Kenzie Academy, “ter um perfil colaborativo e resiliente é o que mais chama a atenção dos recrutadores e tomadores de decisão”.

Quanto ganha um desenvolvedor full stack?

O salário vai de 4 a 12 mil reais por mês, variando conforme região do Brasil. 

O que a Kenzie Academy Brasil ensina:

Para formar o melhor desenvolvedor full stack, o currículo da Kenzie abrange tecnologias front-end nos 6 primeiros meses e back-end nos 6 últimos meses.

Currículo Front-end:

  • O estudante imagina, cria e implementa aplicações usando as mais novas tecnologias, incluindo HTML5, CSS3, JavaScript (ES6 +) e React.
  • Aprende utilizar ferramentas de desenvolvedor, como Bash, Git e testes automatizados.
  • Entende como trabalhar e colaborar efetivamente em um projeto de desenvolvimento.

Currículo Back-end:

  • O aluno aprende Python, uma linguagem de programação muito popular e requisitada no mercado, bem como seus frameworks mais comuns – Django e Flask, além de Nodejs.
  • Torna-se adepto à interação com tecnologias como bancos de dados e servidores, e a solução de problemas mais complexos.

Gostou do blog de hoje? Então fique ligado que teremos novidades em breve! Para mais conteúdos, clique aqui.

4+
Mostrar 2 Comentários
  1. Muito abrangente e ao mesmo tempo super direto ao ponto a postagem, gostei!! Eu como um universitário na área de Engenharia de Software fico muito feliz em ver que a área de TI cresce a cada ano que passa.

    0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *